Yoga Terapia

Os avanços da medicina moderna dão suporte à integração de várias técnicas, entre as quais o Yoga, para promoção de bem-estar, saúde e longevidade, sendo a união de práticas holísticas antigas com o conhecimento recente da medicina a melhor resposta para fazer frente a inúmeras doenças crónicas debilitantes relacionadas com a idade, o ambiente e modos de vida hedonísticos onde os desejos e o prazer são os objectivos primordiais. Enquanto a medicina moderna oferece meios de gestão e tratamento de doenças agudas/crónicas, acidentes e doenças infeciosas como, por exemplo, cancro, diabetes, osteoporose, doenças cardiovasculares, SIDA e muitas outras associadas ao sistema imunitário, o Yoga, na sua procura de autoconhecimento, oferece meios de prevenção, promoção e reabilitação, bem como meios de controlo de doenças que imperam nas sociedades actuais. A aplicação do Yoga como terapia tem várias componentes que, embora relacionadas, se podem dividir em:

  • Terapias do corpo físico: asanas, que são as posturas estáticas, kriyas, que são procedimentos de limpeza interna do corpo, mudras, que são gestos que canalizam a energia neuromuscular e bandhas, que são fechos de energia neuromuscular que delicadamente fortalecem e alongam o sistema musculo-esquelético. Todos estes procedimentos aumentam a mobilidade e a flexibilidade de articulações e de músculos e simultaneamente melhoram funções (respiração, circulação, digestão e a eliminação) e promovem a libertação de hormonas associadas ao bem-estar, como as endorfinas e as encefalinas.
  • Terapias emocionais: swadhyaya, que significa a auto-análise ou auto-observação, pranayama, que são técnicas de controlo da energia vital ou prana, dharana, que significa concentração intensa e dhyana, que significa meditação, são práticas que estabilizam as emoções e aliviam o stress e o cansaço mental, conduzindo a um equilíbrio emocional que é vital para a saúde.
  • Atitudes psicológicas saudáveis: o Yoga estimula-nos a olhar de forma objectiva para os nossos padrões de comportamento e pensamento habituais, e permite-nos lidar melhor com situações que, em condições normais, nos levariam a estados de stress físico e emocional. De acordo com o Yoga Sutra de Patanjali, para encontrar equilíbrio mental é necessário desenvolver qualidades que nos levem a atitudes saudáveis como, por exemplo, vairagya, que significa desapego, chittaprasadanam, que significa aceitação das Leis Universais, maitri, que se traduz por apreciação por quem está em paz consigo mesmo, karuna, que significa compaixão por quem sofre, etc. Viver de acordo com os Valores do Yoga é adoptar um caminho de descoberta e realização pessoal que se reflecte em bem-estar e saúde.
  • Terapias mentais: Há uma grande variedade de técnicas e de práticas específicas que levam a estados de relaxamento em que o corpo pode recarregar as suas células e libertar tensões físicas, emocionais e mentais.
  • Terapias preventivas e de reabilitação: Na prevenção de acidentes, uma vez que aumenta a consciência e a agilidade, na prevenção de infecções e doenças contagiosas, uma vez que aumenta a imunidade, na prevenção de doenças psicossomáticas e de doenças relacionadas com o stress, a adopção de uma vida consonante com os princípios e valores do Yoga pode ter efeitos inestimáveis. Como terapia de reabilitação em diversas condições músculo-esqueléticas e na recuperação de doenças debilitantes, o Yoga aumenta a qualidade de vida em inúmeras condições crónicas.
  • Terapias de controlo da dor: O Yoga ajuda a lidar com aquilo que não tem cura, aumentando a tolerância à dor e a qualidade de vida. Também para os cuidadores de doentes com doenças crónicas e/ou terminais, o Yoga é uma grande ajuda no combate ao stress e ao sofrimento a que estão sujeitos.
pt_PTPortuguês
en_USEnglish pt_PTPortuguês