Yoga HORÁRIOS

Reabertura a 3 de maio 2021 O Yoga Lab reabre todas as atividades presencias a 3 de maio. Novos alunos: para

Mais informações

Yoga, o que é?

Yoga é uma palavra que entrou no nosso quotidiano e que tem vários significados dependendo do contexto em que é

Mais informações

Yoga Terapia

Atividades Yoga Terapia Sessões individuais Webinars A Saúde através do Yoga Workshops A Saúde através do Yoga Os avanços da

Mais informações

Quem somos?

O Yoga Lab é uma escola situada no Marquês de Pombal, em Lisboa,  que se dedica às práticas de Yoga e Meditação.  O...

Formação Yoga

Duas formações totalmente distintas: um curso de base, SEMENTE para todos os que desejam iniciar-se na prática do Yoga e da Meditação...

Aulas individuais

Concebidas em função de cada praticante, as aulas particulares são dirigidas a pessoas que procuram no Yoga a solução para situações específicas...

Contactos

(+351) 937 390 395 Facebook Instagram E-mail: info@yogalab.pt Visite-nos na Rua Mouzinho da Silveira, nº 27, 3ºB - junto ao Marquês de...

Livre Arbítrio, Dharma e Valores

A liberdade de escolha é um atributo do ser humano que lhe permite decidir sobre o que quer, ou não quer, e que o distingue dos outros animais que reagem exclusivamente com base no instinto. Saber usar a liberdade de escolha, ou livre arbítrio, implica gerir conflitos, e pode trazer sofrimento pessoal ou de terceiros, se as acções não forem pautadas por um conjunto de valores que nos levem a agir com ética. Os valores éticos assentam na reciprocidade, isto é, devo agir para com os outros como espero que os outros ajam comigo. Por outras palavras, o que esperamos dos outros são comportamentos que respeitem os nossos valores, que são também aqueles que devemos ter para com eles. Nesta circunstância, os valores são universais, isto é, válidos para todos os seres humanos, não dependendo de raças, países, culturas ou religiões. Embora os valores éticos sejam facilmente compreendidos, a sua aplicação pode não ser pacífica e pode colidir com gostos...

Read More

O Legado de Krishnamacharya: O Inventor do Yoga Moderno[*]

  Pode nunca ter ouvido falar de Tirumalai Krishnamacharya, mas ele influenciou, ou talvez tenha mesmo inventado, o yoga que pratica Quer pratique as séries dinâmicas de Pattabhi Jois, os alinhamentos refinados de B. K. S. Iyengar, as posturas clássicas de Indra Devi, ou o Vinyasa adaptado do Viniyoga, a sua prática tem a mesma raiz: um brâmane nascido há mais de 100 anos numa pequena aldeia do sul da Índia. Mesmo sem que, pessoalmente, tenha cruzado um oceano, o Yoga de Krishnamacharya espalhou-se pela Europa, Ásia e o Continente Americano, sendo hoje difícil encontrar uma tradição de asana (posturas de yoga) que não tenha sido influenciada por ele. Mesmo os professores que não parecem ter relação com as tradições directamente associadas a Krishnamacharya, há fortes possibilidades de que tenham estado ligados às linhagens Iyengar, Ashtanga ou Viniyoga, antes de terem desenvolvido outro estilo.  Rodney Yee, por exemplo, que aparece em muitos vídeos populares, estudou com Iyengar. Richard Hittleman, um conhecido...

Read More

Explicação (muito resumida) sobre o Yoga e as aulas no Yoga Lab

Breve Enquadramento Histórico do Yoga O Yoga é uma tradição milenar que teve origem na Índia. Transbordou pela primeira vez as suas fronteiras no I Parlamento Mundial das Religiões, que teve lugar em Chicago em 1893, onde Swami Vivekananda apresentou a sua visão do Homem, da Vida e do Universo. As raízes do Yoga estão intimamente ligadas à natureza humana e à procura de respostas para questões fundamentais como “quem sou eu?”, “o que é este mundo em que habito?”, “qual é o meu propósito na vida?”. Em resposta a estas perguntas, o Yoga estabeleceu-se no reconhecimento de que a natureza física (prakriti) não pode dissociar-se da natureza espiritual/energética (purusha) que lhe dá origem, e que o reencontro com essa essência deve ser procurado, como forma de aprofundar o autoconhecimento. O Yoga nasceu, portanto, como uma prática de pesquisa sobre o Homem e de culto a várias deidades e à natureza. No Yoga Sutra, o primeiro texto que sistematiza e...

Read More

Yoga e Saúde

O Yoga entende a saúde e o bem-estar como uma condição dinâmica da natureza humana e não meramente como um estado que se alcança e mantém. O ponto mais baixo dessa dinâmica é a morte e o culminar dele é a imortalidade. Entre estes extremos estão estados saudáveis e de doença que o Yoga trata nos aspectos físico, mental, emocional, social e espiritual. Ao nível físico o Yoga equilibra o sistema nervoso autónomo reduzindo a prevalência do stress induzido pelo sistema simpático, que reage de modo involuntário através da activação do metabolismo como, por exemplo, a aceleração dos batimentos cardíacos, o aumento da pressão arterial, o aumento da adrenalina e da concentração de açúcares no sangue. O Yoga leva à diminuição e à regulação dos batimentos cardíacos e do ritmo respiratório, aumentando a eficiência cardiovascular e o volume e eficiência pulmonares, equilibra as funções gastrointestinais e endócrinas, aumenta a flexibilidade e a gama de movimentos das articulações e, de um...

Read More

YOGA: FILOSOFIA, ARTE, CIÊNCIA?

O QUE É O YOGA? Esta pergunta, tantas vezes feita por muita gente, não tem uma resposta única. Como sempre no Yoga, a resposta mistura simplicidade e complexidade em diversos níveis, porque o Yoga tem uma natureza de muitas vertentes que se enquadra em áreas tão variadas e distintas como cultura, saúde, terapia, relações sociais, investigação. Yoga é uma palavra que entrou no nosso quotidiano e que tem vários significados dependendo do contexto em que é usado. Foi definido como arte e como ciência, e é um processo de evolução consciente que tem por base o desenvolvimento gradual da consciência do corpo, das emoções e da mente até um estágio último de consciência de Si Mesmo. Segundo o Yoga Sutra de Patanjali,[1] o Yoga é uma visão do ser humano que conduz à desidentificação com os conteúdos da mente (emoções, pensamentos, dúvidas, julgamentos, etc). A prática é um meio para alcançar esse objectivo, que é a liberdade adquirida através da...

Read More

A Química do nosso Corpo:

Yoga Reduz Inflamações e Fortalece o Seu Sistema Imunitário As inflamações são sinais de alarme para o corpo. Acne, alergias, sinusite, artrite, e mesmo uma gripe comum, são exemplos de processos inflamatórios que nos são familiares. Na luta contra os perigosos invasores, sejam bactérias ou vírus, o corpo produz glóbulos brancos e actua o sistema imunitário. No caso de uma ferida, a inflamação provoca irritação, calor, inchaço, vermelhidão e/ou dor, mas o processo inflamatório é também a tentativa do corpo se livrar do incómodo e do perigo, isto é, uma forma de iniciar a cura. Em doenças como artrites, em que não há um invasor a expulsar, a inflamação provoca mais danos que cura, uma vez que causa degeneração dos tecidos e origina cansaço, dor, e sono de pouca qualidade. Muitas outras doenças que não pensamos serem inflamações, porque não há lesões visíveis, como é o caso da obesidade, das doenças cardíacas, do cancro e mesmo da depressão, foram associadas...

Read More

Yoga para Iniciados

O que deve saber antes de começar: O objectivo deste texto é dizer-lhe em que consiste uma prática de yoga, como saber se esta prática é apropriada para si, o que deve vestir, de que material necessita, com que frequência deve praticar e como pode escolher o estilo de prática por onde deve começar. As Bases da Prática O yoga pratica-se descalço, sobre um tapete de yoga. Quaisquer que sejam as posturas que faça, é necessário que vista roupa confortável, que lhe permita ter liberdade de movimentos. É importante que a roupa que veste não deixe que o corpo arrefeça, o que pode acontecer no inverno durante uma prática suave. Se, pelo contrário, o tempo está quente e a sua prática pode acentuar a subida de temperatura do seu corpo, use uma roupa leve, que permita ao corpo respirar. Em qualquer circunstância, o seu ego deve ficar fora da prática, o que significa que a roupa que veste tem como...

Read More

Aceitar e Agir acertadamente

Kshanti, Karma e Dharma Aceitação é um termo que em Português pode ter duas conotações diferentes. Se, por um lado, aceitar significa receber o que é oferecido, concordar ou aprovar, a palavra aceitação nem sempre tem uma conotação positiva, sendo frequentemente empregue com o significado de resignação, isto é, aceitação sem escolha ou contra vontade. No Sânscrito, a palavra kshanti (kṣānti), que se traduz por aceitação, não tem conotação positiva nem negativa. Simplesmente traduz aceitação, sem júbilo, mas também sem esforço ou contrariedade. Kshanti traduz a aceitação ou acomodação às coisas e às situações tal como elas são ou se nos apresentam. Traduz o reconhecimento de que não temos controlo sobre alguns acontecimentos, e que estes não ocorrem para nos agradar ou desagradar. Independentemente dos juízos que fazemos sobre as circunstâncias, temos que aceitar que não temos modo de as alterar. O momento que vivemos agora mostra, de forma muito clara, que é assim. É preciso que compreendamos que uma...

Read More

Tipos de Respiração

O treino da respiração é fundamental como preparação para a prática de prāṇāyāma que é a quarta etapa da prática de Yoga, de acordo com o Yoga Sūtra de Patañjali. O termo prāṇāyāma engloba um conjunto de técnicas (respiração, bandhas e mudrās) que se destinam a desbloquear a circulação da energia vital, o prāṇā, através do corpo. A respiração abdominal ou diafragmática dirige o ar para a região abdominal e envolve a expansão e a retração controladas do abdómen durante as fases de inspiração e de expiração, respectivamente. A respiração torácica ou intercostal provoca a variação de volume da caixa torácica através da expansão/contração vertical e lateral das costelas e, a respiração clavicular inicia-se por uma respiração torácica que é continuada de modo a levar o ar à parte alta do tórax, causando a expansão sucessiva das costelas e das clavículas na inspiração e o relaxamento sequencial da parte alta do tronco e da zona torácica, com a expiração. A...

Read More

Yoga é o caminho e o fim. Yoga é liberdade!

Cada um de nós terá, em maior ou menor grau, consciência de que os papeis que desempenha na vida são, em grande medida, condicionados pelo exterior e, não raras vezes, uma prisão. De formas variadas, a  Sociedade empurra-nos para estereótipos que interagem com os nossos consciente ou inconsciente, subordinando-nos. Frequentemente, essas mensagens entram de forma tão subliminar que, sem nos darmos conta, adquirimos padrões de sucesso, beleza, felicidade e outros, que nos tornam vítimas de nós próprios. Sair desta rede, que emaranha e confunde as nossas vontades, é indispensável para ser capaz de fazer escolhas que tenham sentido e que nos levem a estar bem connosco, que é o primeiro passo para poder viver bem com os que nos rodeiam, aceitar e saber lidar com “o bom e o mau” que a vida nos apresenta. Se não sabe como chegar a este ponto, venha praticar Yoga. A pouco e pouco descobre quem é, e encontra a liberdade e a paz...

Read More
pt_PTPortuguês